"Há um momento em que é preciso abandonar as roupas usadas que já têm a forma do nosso corpo e esquecer os caminhos antigos que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia - e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." (PESSOA, Fernando)

"Procuro despir-me do que aprendi. Procuro esquecer do modo de lembrar que me ensinaram. E raspar a tinta com que me pintaram os sentidos. Desencaixotar as minhas emoções verdadeiras. Desembrulhar-me e ser eu." (PESSOA, Fernando)

12 de jun de 2011

Quem matou o amor?


Novo texto em Minhascorespreferidas
Quem matou o amor?

10 comentários:

Marinha disse...

Que imagem forte!!!
Quem mata o amor, é o mesmo que o constrói!
Bjo, querida.

Erico disse...

Olá...

Que imagem triste!!
Concordo com a Marinha... Puro suicídio...
Sabe, acho que o verdadeiro amor é coisa rara (tem que preservar)!

Abraços :)

Mari disse...

Olá Marinha!

Pois, forte... é a rotina que corroe...

Mari disse...

Erico,
Suicídio é tentativa de eliminar a dor...
Amor verdadeiro e raro, sim, quando conquistado deve ser preservado com esmero!

Cantinho She disse...

Mataram o amor?????
Tô indo lá...
Bjbj

Mari disse...

... tentam a cada dia...

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Quem matou o amor eu não sei, mas a arma usada foi a ignorância. Beijos

Mari disse...

.... a rotina amigo Carlos, a rotina é a pior das armas...
Ninguém vê, inofensiva aos olhos corriqueiros...mas muito, muito certeira!

IT disse...

Sobre o am♥r
Lou(cura)que não se explica aos normais.

Sobre o deSamor...
É a rotina que corrói
loucura que lacera e dói.

O corAção
entre a razão e a EM♥♥ção!

Mari disse...

... Rotina...
amiga Irlene...
Entra de mansinho e corroe lentamente...

Beijos minha amiga do coraçao!