"Há um momento em que é preciso abandonar as roupas usadas que já têm a forma do nosso corpo e esquecer os caminhos antigos que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia - e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." (PESSOA, Fernando)

"Procuro despir-me do que aprendi. Procuro esquecer do modo de lembrar que me ensinaram. E raspar a tinta com que me pintaram os sentidos. Desencaixotar as minhas emoções verdadeiras. Desembrulhar-me e ser eu." (PESSOA, Fernando)

16 de dez de 2011

Cumplicidade no olhar: o início

Já faz algum tempo que te tomei em meus braços pela primeira vez e que te entregaste a mim. Já faz algum tempo em que selamos nosso acordo de amor. Tempo este que não apaga, nem desgasta nossa relação, ao contrário, amadurece ainda mais com o tic-tac do tempo e do espaço. 
Iniciou assim com um olhar perdido ao encontro d’outro olhar. Troca esta envolta em uma química inexplicável. O que estava solto, se firma num desejo incontido de querer mais e mais. Imprime o início de uma nova relação. Sensação de conforto, acolhimento e muito amor. Uma relação permeada de confiança, numa troca nutrida pelo vínculo do carinho.
Mãe de primeira viagem apropria-se da essência de ser MÃE neste momento mágico de troca de olhares. Foi assim comigo. Mas também na reprise de ser mãe, tomar o neném aos braços, de tal modo é único, e novamente a magia se faz presente.
Mãe em todas as formas de ser MÃE. Mãe de sangue, mãe de adoção, mãe por opção, mãe-avó, mãe de susto, mãe planejada... E tantas outras mães... Em um acordo entre mãe e filho(a), aquela que assume seu “papel de ser mãe”, apropria-se de tal forma dessa essência, que títulos ou nomenclaturas jamais poderão diminuí-las, são MÃES e ponto final. Num instante inigualável a qualquer outro momento, instante em que dois seres se abstêm do mundo ao redor e vivem como se a completude estivesse sido alcançada nesse momento.
Quando toma a criança em seus braços para alimentá-la quer seja no peito ou por outro meio, está alimentando muito mais do que o corpo físico, nutre-a por inteiro. Talvez não percebam, mas este momento é de suma importância para a criança. Pois o toque, o calor do contato no corpo alimenta também a confiança. Confiança no OUTRO e confiança em SI MESMA.
A criança começa a perceber-se como um ser. A mãe começa a perceber-se como outro ser. Aos poucos percebem-se que não são um só e acontece a primeira frustração geracional. Processo necessário para a formação de uma relação de troca. Doído sim, mas, quem disse que viver não dói? O importante, é que nesta dor, haverá a confiança estabelecida pela proximidade vincada no relacionamento pessoal. E em seu papel de mãe, haverá de vislumbrar um futuro de possibilidades para este minúsculo ser, por ora frágil em seus braços.
Há muito a que refletir sobre a importância desse primeiro contato. Há muito sobre o que falar e amadurecer nesta viagem sem fim de gerar e gestar. De tal forma como o primeiro olhar, o primeiro contato entre mãe e filho(a) é importante na estrutura desta relação, almejo selar aqui com os leitores um vínculo firmado em confiança e compromisso, nutrido com muito carinho. Que nossos olhares se cruzem numa demanda dupla de crescimento, ora no papel de mãe ora no de filho (a), marcando o início de uma nova relação.
 VIVA BLUSH 
Imagem google
Texto de inauguração da Revista Virtual

Se gostou... divulgue! :)

1 de dez de 2011

TCC

Amigos do blog...
Passo hoje por aqui para respirar um pouquinho...
Esta noiite faço a defesa do meu TCC.
A ansiedade não é apenas pela apresentação, mas sim pelo que ela representa.
São cinco anos de dedicacão, mudanças internas e muitas dores, mas também de muitas conquistas e alegrias.
Portanto, é a soma disto tudo que representa o emaranhado de emoções ao fazer a últma apresentação como acadêmica...
Aos amigos peço: Torçam por mim!

Beijos da MariAne

---------
Atualizando:

SENSAÇÃO MARAVILHOSA DE REALIZAÇÃO!
TANTA ANSIEDADE EM TORNO DE ALGO QUE APARENTEMENTE SERIA SIMPLES.
OCORRE QUE A APRESENTAÇÃO DO TCC, DIZ MUITO MAIS DO QUE MERAMENTE MAIS UM TRABALHO.
O CONTEUDO, ESTAVA ESTUDADO,
A PRATICA FOI EFETUADA...
MAS APRESENTÁ-LO,
SIGNIFICA A MESCLA DE TODOS OS SENTIMENTOS REMEXIDOS NESTES CINCO ANOS.
SENTIMENTOS DE MEDO E FRUSTRAÇÕES,
DE CONQUISTAS E ALEGRIAS
SENTIMENTO DE ÚLTIMO TRABALHO APRESENTADO COMO ACADÊMICA...
A ESPECTATIVA DO PORVIR ENTRELAÇADA A UMA GAMA DE EMOÇÕES, E QUERO DEGUSTÁ-LAS UMA A UMA, EM SEU DEVIDO TEMPO!
AGRADEÇO A DEUS POR TER ME ACOMPANHADO EM TODO MOMENTO!

22 de nov de 2011

Novidades no ar

AGUARDEM,
CONTAGEM REGRESSIVA...


Viva Blush

Assim que estiver disponível eu comunico!!!

1 de nov de 2011

I LOVE YOU




Seria o amor como vento que sopra?

Não o vemos,

Mas o sentimos por dentro... 

Os surdos podem não ouvir da mesma maneira que

nós ouvintes...

Mas têm sua maneira peculiar de sentir!
(MariAne 01.11.2011)


Imagem 1 google 
e
Imagem 2 google

26 de out de 2011

Eterno

"E eu te olharei com o canto do olho e tu não dirás nada.
A linguagem é uma fonte de mal-entendidos ,
mas ... a cada dia, te sentarás mais perto..."


Antoine Saint-Exupéry
Imagem acervo particula Mariane

17 de out de 2011

TCC





Queridos amigos blogueiros, 
passo aqui pra justificar minha ausência na blogosfera:


T. C. C.
(Pacientes Terminais: vida com dignidade)
Logo que possível retomo as atividades normais...
 Ass.: MariAne

6 de out de 2011

OUTUBRO ROSA


O Cancer de mama ainda ceifa muitas vidas, 
a prevenção pelo auto exame 
não exclui o controle anual feito por profissionais da saúde!
Outubro Rosa, estou dentro!!
E quem quiser aderir leve junto!

26 de set de 2011

Somewere Over The Rainbow

Para este início de primavera com novas cores sons e sabores...

23 de set de 2011

fases...




Em  sonhos  me fez cristal, 
o espelho mostra apenas um vidro fosco e lascado.

Sonho quebrado tem cor de racionalidade. 
Razão aprenderei...



(Mariane)

imagem google

22 de set de 2011

7 de set de 2011

Ensaio


 Eis que estou conhecendo cores novas,
texturas e nuances; 
neste experimento 
da vida na vida 
que sou respingo das letras em cor de vários tons...
Meu ensaio... 
(MariAne 08/2011)
Imagem acervo particular 

Irresistivelmente doce - selinho








Agradeço a Raquel do blog Belas Artes Médicas por esse selo encantador. Seguindo as regras da premiação devo compartilhar sete informações sobre mim e indicar outros blogs que considero merecedores do selo.
CONFIDÊNCIAS:
1. Saltei de parapente, agora quero mais...
2. Iniciei meu blog sem saber o que realmente queria, e não parei de escrever...
3. Tenho olhos azuis, as vezes verde e também já se mostraram cinza...
4. Não conheço todas as cores que existem, mas estou descobrindo pouco a pouco...
5. Do alto dos meus um metro e cinquenta e cinco centímetros vejo um mundo maravilhoso dentro de você!
6. Hum... morango com chocolate, é covardia!
7. Sou tímida!

INDICAÇÕES:
1. Jady Alves
2 .Myself
3. A casa do Zé Carlos
4. Aos olhos da alma
5. Ato poetico
6. Bar dos navegadores
7. Canto do DonCarioca

23 de ago de 2011

As cores do Amor



As músicas tenho guardado em outro blog: http://melodiadacor.blogspot.com/ 

Mas o título desta música e sua letra pedem pra ficar aqui em:        AS CORES QUE SOU


15 de ago de 2011

Τέλος, την περίοδο.





Sonhei em cores, e dividi o arco-íris, agora, pois, acordo e vejo que tudo não passou de ilusão da minha ótica. Não posso dar aquilo que não tenho. As cores não eram minhas, devolvo todas que tomei emprestado.
Escuridão, ausência de Luz
Preto, ausência de cor
Morte, ausência de vida
Ponto final, ausência de continuidade.
Τέλος, την περίοδο.

(Mariane 15.08.2011 - imagem acervo particular)

8 de ago de 2011

Enfim...


Eu queria fazer morada em seu pensamento
Ser parte do seu dia-a-dia
Viver a espera da consciência no seu sono
E saber a hora do seu despertar
Que queria fazer morada na menina dos seus olhos
E ver as coisas que você vê
Sentir o mundo mais bonito
Existindo dentro de você
Eu queria nascer na sua tristeza
E morrer na sua alegria
Dar de mim o pouco que sou
Perpetuar seu sorriso de menino
E fitar sem relógio
A ternura de teus lábios
Eu queria navegar em suas veias
Sentir a maré deste pulsar
E de repente entrar num vácuo
E conhecer a maravilha da sua alma
Eu queria colocar-me como oferenda
E arrancar de mim meu momento mais feliz
Em seguida seqüestrar de você
Seu instante mais triste
Eu queria, na minha morte
Você sem luto
Cantando uma canção sem despedida...

O tempo passa correndo... encontrei esta poesia de letras quase apagadas em caderno empoeirado de folhas amareladas... escritas em um passado para o que é meu presente..


Este poema  é reclamado por Norberto Ananias (1987), e estava mesclado com minhas escritas, tornando-se parte de mim. Agradeço ao PortalWarez, pela identificação. Transcrevi aqui, exatamente como encontrei neste velho caderno, então, possível modificação dever ter ocorrido na fonte (jornal ou revista), que buscando minhas lembranças, naquela época eu gostava muito de fazer recortes e transcrever...

Eis o original 
(mérito de Ricardo Ananias) 

Eu queria fazer morada em seus pensamentos. Ser parte do seu dia a dia e viver a espera da consciência em seu sono.Saber a hora do seu despertar. Eu queria morar em seus olhos e ver as coisas que você vê. Sentir o mundo mais bonito, existindo dentro de você. Eu queria nascer na sua tristeza e morrer na sua alegria. Dar de mim o pouco que sou, perpetuando-me em seu sorriso. Fitar o seu relógio. Sentir os seus lábios, navegar em suas veias, sentindo as marés nas pulsações. De repente entrar num vácuo e sentir as maravilhas de sua alma. Mas o que eu queria mesmo era ser amado por você, assim me tornaria parte de sua existência e viveria a vida inteira ao seu lado. Eu amo você. 
(Norberto Ananias) 

28 de jul de 2011

AMO ESSE BLOG


Agradeço RAQUEL LAUTENSCHLAGER SANTANA, autora do blog "Belas Artes Medicas", pelo encantador selo "Amo Esse Blog".
Seguindo as regras da nomeação indico outros cinco blogs que cativam pelo conteúdo e estética.

São eles:

CONJECTURAS POETICAS em versos e prosas tambem, do Erico
Minhas Letras, do Paulo
O Livro dos Dias Dois, do Everson Russo
O SOM DO CORACAO,  de Irlene
Cantinho She, de Sheila
Pelos caminhos da vida, da Ana
! POR QUE VOCE FAZ POEMAS? de Herculano Neto
Inquietude do Pensamento, de Livia Azzi
Carlos Soares, de Carlos
Palavras ao Vento, de Sibele (Flor de Lotus)
Naco de Prosa..., de Marli
Hanna, paz, harmonia e amor, de Hanna
Afrodite para maiores, de Luciana Penteado
A luz aflora onde nenhum sol brilha, do Leo
O mundo de Livia, de Livia...
Novas Estacoes, de Wanderley
Calice sem fim,  de Leandro (Baerdal)
Construtora de Palavras, de Marinha
! Mari Viva!, de Mari
CORACOES, de Irlene
CONJECTURASSOM, de Erico

Ops,   acho que consegui contar até cinco...  quebrando as regras...

Quem tem um amigo, mesmo que um só, 
não importa onde se encontre, 
jamais sofrerá de solidão; 
poderá morrer de saudades, 
mas não estará só.

13 de jul de 2011

Permaneço a te esperar...

 

Aqui te espero... 

No último deslizar da escova sobre meus cabelos, vejo-te a espreitar pela fresta da janela. 

Esquiva-te no mesmo instante que meus olhos alcançam aos teus. 

Percebo apenas o contorno de tua face, a penumbra é tua aliada, 

faz do mistério tua assinatura. 

Sei que estas a me vigiar a longa data. 

Deixo a porta destrancada, e espero-te. 

Peço-te neste momento apenas que não te demores mais. 

Aqui te espero...

(MariAne 10.07.2010)
Segue reedição de texto postado aqui em 10.07.2010
Te espero
Em cada deslizar da escova sobre meus cabelos
lembraça viva de teus dedos sobre eles...
Sinto tua presença a todo momento
Já não me esquivo, pelo contrário desfilo para ti

A distância que  separa, fazemo-la nossa cumplice
Não há mais penumbra no sentimento, esta claro para nós
O único mistério que reina, é o mistério do amor
Não sinto ser vigiada, apenas cuidada, e isto é muito bom

A porta continua aberta,
Mas já tens a chave para os momentos em que a tempestade aparece, 
e sabiamente tu  consegues adentrar em meus sentimentos por vezes embriagados...

Sei que me concederás o tempo necessário
sinto tua paciência, teu amor, teu cuidar
...espero  que a minha demora, não lhe seja penosa nem mais... 
E que não te aborreças, nem me esqueça... porque te quero demais...

Me espera...
Espera o pouco que ainda me resta, para que eu possa ser tua inteira....
(MariAne 07/2011)
Imagens acervo pessoal

12 de jun de 2011

20 de mai de 2011

Vivo por Amor



Vivo por Amor

“Amor na flor plantada na terra,
Suspensa no espaço
Nos olhos fechados do ser encantado
Amor nas pessoas, explicado por palavras,
Entendido com a alma
Amor que agita e acalma,
Que transborda e esvazia a vida de amantes
Ame, ame o amor
Então abrace, sorria, olhe, aproxime-se,
Revele-se, transforme-se...
Viva por amor”

Há sonhos sem guerras, domínios e quedas,
desejos sem motivo
Pra seguir é só viver sentindo a leveza de cada manhã
Teus passos me elevam, o abraço me cala
Mesmo sendo frágil sigo inteiro
Em todo pedaço de mundo onde estou
Entro nos teus olhos pelas mãos da paz,
Invado tua pele e a alma me refaz

Estou sentado entre feras eu jamais adormeceram
Estou vendo o perfume e tocando o cheiro da cor
Estou ouvindo o silêncio, estou vivo por amor
Estou vivo por amor, vivo por amor
Vivo por amor, por amor, puro amor.


Musica:  Vivo por Amor
CD: Filomântico
Letra e Música: Carlos Cidade  cidade@netuno.com.br
Voz  e violão: Carlos Cidade
Participação de Cauana N. Cidade
Imagens:  Gentilmente  de  http://calicesemfim.blogspot.com/
Montagem do vídeo: http://tintadotinteiro.blogspot.com/

28 de abr de 2011

Eros e Morte



Era uma tarde quente e abafada, e Eros, cansado de brincar e derrubado pelo calor, abrigou-se numa caverna fresca e escura.
Era a caverna da própria Morte.
Eros, querendo apenas descansar, jogou-se displicentemente ao chão, tão descuidadamente que todas as suas flechas caíram.
Quando ele acordou percebeu que elas tinham se misturado com as flechas da Morte, que estavam espalhadas no solo da caverna.
Eram tão parecidas que Eros não conseguia distingui-las.
No entanto, ele sabia quantas flechas tinha consigo e ajuntou a quantia certa.
Naturalmente, Eros levou algumas flechas que pertenciam à Morte e deixou algumas das suas.
E é assim que vemos, freqüentemente, os corações dos velhos e dos moribundos, atingidos pelas flechas do Amor, e às vezes, vemos os corações dos jovens capturados pela Morte. 
(Esopo, Grecia Antiga, in; Meltzer, 1984)

Imagem aqui

Amigos,  minha ausência se dá pelas atividades exigidas neste último ano de faculdade, peço desculpas e agradeço a compreensão, tão logo que possível, volto a visitá-los com o carinho de sempre.

14 de abr de 2011

e não percebi...


Quando teu olhar tocou o meu
E teu cheiro soprou em mim
Quando tua alegria resplandeceu em meu sorriso...

Quando tudo isto aconteceu, 
Eu não estava acordada
Estava dormindo e não percebi
Brincava de te amar, e por fim  te amei...
Mariane – acervo juvenil - 
imagem acervo Mariane

19 de mar de 2011

Experimenta!



""Fecha os olhos.... o que vês? 
Sinta as cores ao teu redor, deguste o cheiro do replicar da tinta que escorre na tela ainda virgem. 
Fecha os olhos estende teus braços e imprime teu sentir numa dança de movimentos pulsionados pelo amor que habita em ti. Experimenta...
Sinta como estou vivendo..."
(MariAne 19.03.2011)

11 de mar de 2011

CordialAção



Letra:
CordialAção


Seu coração
É bem mais que tesouro guardado no peito
É som do silêncio em alma inteira
é no abraço o amigo
o impulso pra vida
e no sorriso
coração
Seu coração é compasso da vida que o tempo não toca
é portal da essência que em habita o que é simples
é visão do possível que os olhos não vêem
e no caminho
geração
É leito de rio é navio pra farol
é beijo divino na face do humano
é toque sublime diamante sem pressa
é gota de chuva voltando pro espaço
coração

Musica: CordialAção
CD: UNU
Letra e Música: Carlos Cidade (cidade@netuno.com.br)
Voz: Elenice Tomio
Imagens: http://tintadotinteiro.blogspot.com/

Impossível ficar calada diante do encanto poético de Carlos Cidade
Um encanto que encanta a todo momento
É com grande alegria que divido aqui mais uma das lindas músicas do seu último CD: UNU 

4 de mar de 2011

No divã com Mariane



Bem, nesta semana Elijane Jung me levou para o divã... 
Este é o resultado!

1 de mar de 2011

Os 40 em olhar coletivo!


Não imaginei que brincar e pintar os 40 renderiam desta maneira, amigos tem partilhado textos que também escreveram sobre a maturidade, vou deixar este espaço como uma galeria de arte para todos que por aqui passarem, possam pintar suas cores partilhando um pouco do que pensam e escreveram sobre esta fase da vida. Assim pintamos e lemos sobre a vida madura, medos, expectativas, sonhos, mitos... 
Quem quiser acrescentar algo, basta deixar nos comentarios o link do texto (de sua autoria) ou me enviar pelo e-mail: mariane2702@gmail.com,  estarei atualizando. 
Te convido a pintar em conjunto esta grande tela de multiplas  vidas vividas em cores!
Abraços desta MariAne
A imagem acima é mais um carinho da amiga Irlene (assim fico mal acostumada...)

Lembre-se:  A vida tem a cor que a gente pinta!

Galeria de Arte:
As cores que sou  - Mariane
Carlos Soares - poeta e escritor  -   de Carlos Soares
Cantinho She  -  da Sheila 
O SOM DO CORAÇÃO  -  da Irlene

Cantinho da Luzia  -  indicação
Sonhos e Emoções - Mulher de 40
Minhascorespreferidas - Mariane  -  A mulher com mais de 40 (escrito por um homem)
Minhascorespreferidas -  Mariane  - Envelhecer (palestra de Paulo Gardencio)

26 de fev de 2011

Brincando com 40

Carinho recebido de amigos, brincando com os 40!

Que grata surpresa recebi da amiga Irlene do blog O Som do Coração 
Divido aqui este presente!!


Os outros mimos que recebi de Irlene estão guardados na pagina acima Selos e mimos




Esta mensagem recebi por e-mail:



Quando resolvi escrever sobre a MULHER MADURA, pensei em mim e em todas as mulheres de trinta, quarenta, cinquenta... não importa a idade, claro, não desmerecendo as mais novas, até porque, pretendo falar de toda vivacidade que elas possuem. A MULHER MADURA tem um jeito todo especial de ser.
MULHER MADURA não é ventania, ela é ar em movimento.
Ela possui uma beleza peculiar que não se iguala a nenhuma outra.
Pena daqueles que não sabem percebê-las!!!

A MULHER MADURA não PEGA, ela TOCA.
A MULHER MADURA não come, ela se ALIMENTA.
A MULHER MADURA não provoca, ela já é PROVOCANTE.
A MULHER MADURA não é inteligente, ela é SÁBIA.
A MULHER MADURA não se insinua, ela mostra o CAMINHO sutilmente.
A MULHER MADURA não se precipita, ela espera o MOMENTO CERTO.
A MULHER MADURA não nada, ela NAVEGA.
A MULHER MADURA não voa, ela FLUTUA.
A MULHER MADURA não pensa em quantidade, ela prefere QUALIDADE.
A MULHER MADURA não vê, ela OBSERVA.
A MULHER MADURA não anda, ela CAMINHA.
A MULHER MADURA não deita, ela ADORMECE.
A MULHER MADURA não é pretensiosa, ela simplesmente se GOSTA.
A MULHER MADURA não julga, ela ANALISA.
A MULHER MADURA não compara, ela ASSIMILA.
A MULHER MADURA não consola, ela ACALENTA.
A MULHER MADURA não acorda, ela DESPERTA.
A MULHER MADURA não coloca algemas, ela os deixa LIVRE.
A MULHER MADURA não enfeitiça, ela ENCANTA.
A MULHER MADURA não é decidida, ela apenas sabe O QUE QUER.
A MULHER MADURA não é exigente, ela é SELETIVA.
A MULHER MADURA não se senti velha, ela se considera EXPERIENTE.
A MULHER MADURA não se lamenta, ela tenta fazer DIFERENTE.
A MULHER MADURA não tem medo, ela tem RECEIOS.
A MULHER MADURA não faz juras, ela deixa por conta do TEMPO.
A MULHER MADURA não tira conclusões, ela faz SUPOSIÇÕES.
A MULHER MADURA “não desce do salto”, ela tem “JOGO DE CINTURA”.
A MULHER MADURA não brilha, ela é ILUMINADA.
A MULHER MADURA não dá tchau, ela ACENA.
A MULHER MADURA não gosta de ser vigiada, ela prefere ser ESCOLTADA.
A MULHER MADURA não é moderna, ela é ELEGANTE.
A MULHER MADURA não quer ser cobiçada, ela prefere ser DESEJADA.
A MULHER MADURA não possui sombras, ela tem AURA.
A MULHER MADURA não adivinha, ela tem PERCEPÇÃO.
A MULHER MADURA não faz sexo, ela é mestre na ARTE DE AMAR.
A MULHER MADURA não fica, ela se ENVOLVE.
A MULHER MADURA não é fácil, ela é FLEXÍVEL.
A MULHER MADURA não manda, ela ADMINISTRA.
A MULHER MADURA não aflora, ela é um constante FLORESCER.
Enfim, a MULHER MADURA é um conjunto de todas as belezas possíveis.
MULHER sensível, mas ao mesmo tempo uma verdadeira guerreira, é forte, mas é feminina, porém, muitos não possuem sensibilidade para perceber tal beleza, mas aqueles que descobrem... preferem morrer nos braços dessa tal mulher, que não é DOCE, mas que, simplesmente é puro MEL.
(Vanessa Pena)





Aqui indicação de amigos:




Aqui pode encontrar o video e a letra de Roberto Carlos:
Melodiadacor





Aqui pode encontrar o video e a letra de Paco Bandeira :
melodiadacor

21 de fev de 2011

Cor nos enta... tenta... quarenta



Nova cor se aproxima
Venho brincando com ela faz dias, meses até
Esta nova cor traz um misto de alegria com ansiedade
Envolta em mistério, mito e reflexão
A CorEnta... quarenta...

Que cor tem a vida aos quarenta?
Uma vida recordada numa gama de emoções
Muitos dos sonhos de meninice,  agora realidade
Muito da realidade jamais antes sonhada
E sonhos distantes, ainda não alcançados

Que cor pinta a vida aos quarenta?
Uma vida exposta como tela em tripé, esperando os retoques das tintas que lhe foram espalhadas
Aos quarenta a suavidade do toque, faz os acabamentos da impulsividade de outrora
Na leveza dos pinceis, extensão da alma acarinhando a obra, faz até a dor ter tom de arte
A cor que pinta aos quarenta é cor madura, mas  que ainda se permite ver sonho de criança
É cor presente no abraço e na esperança
Cor que escorre e sangra com a dor
Rebrota, recicla, sobrevive
Vive em nova forma,
Acalenta e aceita
Flexível e empática

Qual aquarela suporta todas as nuances das cores aos quarenta?
Das cores que fui, que sou e que serei
Cores em mim, que pinto cada dia
Faço arte ou borrões, importa o que a mim significa
Respingos de tinta, arte final ou projeto em constante reconstrução
Das cores que hoje me faço, lanço um novo olhar
Possibilidades e não obstáculos
Protagonista da minha vida, enredo pintado e rabiscado
Tantas vidas à minha estiveram coladas
Quantas alegrias e desafios juntos trilhamos
Alguns passaram, e não voltam mais
Outros tantos, em linha frágil iniciaram a jornada e  ainda hoje caminhamos paralelamente
Amor, paixão, amizades!
Agradeço a vida que me chega aos quarenta
Agradeço a minha família,
Agradeço a todos os momentos que vivi até hoje, foram eles que construíram quem eu sou
Agradeço a Deus pelo presente que me dá a cada dia

Agradeço todas as minhas cores, e divido-as
Sei que um dia elas são vibrantes, e no seguinte podem ter a opacidade indesejável; mas as cores são assim mesmo, se mesclam e mesmo a mais desprezível combinação pode revelar ao longe, segredos maravilhosos...

Aqui novos amigos me acompanham. Virtualidade outrora sequer imaginável
Amigos mesclados em diferentes culturas, em que a distância real é superada pela aproximação de idéias e sentimentos.
Aqui, amigos que escrevem, dividem, sentem a vida em forma de poesia. Venho aprendendo, e apreendendo em cada novo texto que leio
Aos amigos de todas as formas e cores, meu sincero Muito Obrigada!!
Já recebi muito carinho, afago e atenção, e gostaria de poder retribuir com um pouquinho COR!
Quem lembrar, dia 27 de fevereiro 23h e 45min.... vem pra cá brindar comigo!!!

É fácil, já contei o segredo de como é possível sonhar em: http://tintadotinteiro.blogspot.com/2011/01/e-segredo.html

18 de fev de 2011

Nova Cor



São cores de vida que agora brotam
Verde da esperança
Branco da paz
Vermelho de paixão
Azul de tranquilidade
Em cores me faço hoje
Começando a pintar nova tela
Outra viagem no ludico agora começa...


imagem aqui

13 de fev de 2011

111

Vamos refletir...




Isso é algo realmente estranho ...
Este ano vamos experimentar quatro datas incomum
1/1/11, 1/11/11, 11/1/11, 11/11/1

Tem mais!!! 
Agora vão descobrir, pegue os últimos 2 dígitos do ano em que nasceu mais a idade que você vai ter este ano e será igual a 111 para todos!

ALGUEM EXPLICA????

Recebi por e-mail e pra mim fechou o resultado.... 
71 + 40 = 111 

8 de fev de 2011

Naturalmente




E  gotas de chuva vertem
lágrimas das nuvens, 
Disfarçadas em fenômeno natural
(MariAne 08.02.2011)