"Há um momento em que é preciso abandonar as roupas usadas que já têm a forma do nosso corpo e esquecer os caminhos antigos que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia - e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." (PESSOA, Fernando)

"Procuro despir-me do que aprendi. Procuro esquecer do modo de lembrar que me ensinaram. E raspar a tinta com que me pintaram os sentidos. Desencaixotar as minhas emoções verdadeiras. Desembrulhar-me e ser eu." (PESSOA, Fernando)

28 de jul de 2011

AMO ESSE BLOG


Agradeço RAQUEL LAUTENSCHLAGER SANTANA, autora do blog "Belas Artes Medicas", pelo encantador selo "Amo Esse Blog".
Seguindo as regras da nomeação indico outros cinco blogs que cativam pelo conteúdo e estética.

São eles:

CONJECTURAS POETICAS em versos e prosas tambem, do Erico
Minhas Letras, do Paulo
O Livro dos Dias Dois, do Everson Russo
O SOM DO CORACAO,  de Irlene
Cantinho She, de Sheila
Pelos caminhos da vida, da Ana
! POR QUE VOCE FAZ POEMAS? de Herculano Neto
Inquietude do Pensamento, de Livia Azzi
Carlos Soares, de Carlos
Palavras ao Vento, de Sibele (Flor de Lotus)
Naco de Prosa..., de Marli
Hanna, paz, harmonia e amor, de Hanna
Afrodite para maiores, de Luciana Penteado
A luz aflora onde nenhum sol brilha, do Leo
O mundo de Livia, de Livia...
Novas Estacoes, de Wanderley
Calice sem fim,  de Leandro (Baerdal)
Construtora de Palavras, de Marinha
! Mari Viva!, de Mari
CORACOES, de Irlene
CONJECTURASSOM, de Erico

Ops,   acho que consegui contar até cinco...  quebrando as regras...

Quem tem um amigo, mesmo que um só, 
não importa onde se encontre, 
jamais sofrerá de solidão; 
poderá morrer de saudades, 
mas não estará só.

13 de jul de 2011

Permaneço a te esperar...

 

Aqui te espero... 

No último deslizar da escova sobre meus cabelos, vejo-te a espreitar pela fresta da janela. 

Esquiva-te no mesmo instante que meus olhos alcançam aos teus. 

Percebo apenas o contorno de tua face, a penumbra é tua aliada, 

faz do mistério tua assinatura. 

Sei que estas a me vigiar a longa data. 

Deixo a porta destrancada, e espero-te. 

Peço-te neste momento apenas que não te demores mais. 

Aqui te espero...

(MariAne 10.07.2010)
Segue reedição de texto postado aqui em 10.07.2010
Te espero
Em cada deslizar da escova sobre meus cabelos
lembraça viva de teus dedos sobre eles...
Sinto tua presença a todo momento
Já não me esquivo, pelo contrário desfilo para ti

A distância que  separa, fazemo-la nossa cumplice
Não há mais penumbra no sentimento, esta claro para nós
O único mistério que reina, é o mistério do amor
Não sinto ser vigiada, apenas cuidada, e isto é muito bom

A porta continua aberta,
Mas já tens a chave para os momentos em que a tempestade aparece, 
e sabiamente tu  consegues adentrar em meus sentimentos por vezes embriagados...

Sei que me concederás o tempo necessário
sinto tua paciência, teu amor, teu cuidar
...espero  que a minha demora, não lhe seja penosa nem mais... 
E que não te aborreças, nem me esqueça... porque te quero demais...

Me espera...
Espera o pouco que ainda me resta, para que eu possa ser tua inteira....
(MariAne 07/2011)
Imagens acervo pessoal