"Há um momento em que é preciso abandonar as roupas usadas que já têm a forma do nosso corpo e esquecer os caminhos antigos que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia - e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." (PESSOA, Fernando)

"Procuro despir-me do que aprendi. Procuro esquecer do modo de lembrar que me ensinaram. E raspar a tinta com que me pintaram os sentidos. Desencaixotar as minhas emoções verdadeiras. Desembrulhar-me e ser eu." (PESSOA, Fernando)

3 de nov de 2010

Barrados...


Imagem aqui
Os muros que nos protegem contra flechas e lanças
Barram também rosas e beijos.

(John Stevens)

 Imagem aqui

Passo por aqui rapidamente, peço desculpas por não estar lhes visitando, mas é momentâneo. O tempo está sendo-me tragado pelos compromissos com estudo... fim de semestre é assim mesmo, tão logo tiver com as "notas" em dia, retorno as visitas. Grata pela compreensão!

10 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Oi menina
Não se preocupe, é claro que entendemos. Boas provas.
Bjux

MariAne disse...

srsr, prova, síntese de artigos, seminário...já passaram os congressos e compromissos com a pesquisa..
Ah, sei que não deveria ficar ansiosa, mas não vejo a hora de acabar este semestre...

Valeu o apoio Wanderley,
é isto que dá voltar a estudar depois de velha... o ritmo é outro... mas eu vou conseguir...

Leo disse...

Realmente, os muros que construímos nos salva e nos mata, bom então seria fazer furinhos pra ver o que vem por aí. rs

Bons estudos querida, aguardamos sua volta feliz e com notas boas!

Beijos

MariAne disse...

Gostei da idéia dos furinhos no muro, Leo!
Mas acho que estou seriamente pensando em sair de trás do muro mesmo...
Agradeço o apoio e a compreensão...
Abraços

Baerdal disse...

Vou concordar com o a idéia do Leo, realmente seria uma boa se nesses muros cheios de segredos tivessem furinhos.

IT disse...

....e eu, concordo com o Baerdal,que delícia seria dar aquelas espiadinhas!!! rssssss

MariAne disse...

Ha, ha, ha...
Baerdal, quanta curiosidade instiga o que está oculto!!!

...ah! Se houvessem furinhos nos muros e os segredos ficassem expostos, já não seriam mais segredos e mistérios não mais os envolveriam.

Abraços, amigo curioso!

MariAne disse...

Irlene!
Não precisa espremer a vista em pequenos furinhos, aqui tudo está as claras, e justamente o muro que me protegia, tenho-o atravessado. Arrisco as flechas e lanças porque reconheço meus anseios!

Irlene concorda com Baerdal, que concorda com Leo... e o que mais virá???

Espie então!!!

AC disse...

A vida é para ser enfrentada sem muros, sem reticências, pois quanto mais nos protegemos dos riscos mais lhe passamos ao lado.
(Um grande pensamento)

Beijo :)

MariAne disse...

É isto aí AC, disse tudo!
Chega de muros, de máscaras e reticiências!