"Há um momento em que é preciso abandonar as roupas usadas que já têm a forma do nosso corpo e esquecer os caminhos antigos que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia - e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." (PESSOA, Fernando)

"Procuro despir-me do que aprendi. Procuro esquecer do modo de lembrar que me ensinaram. E raspar a tinta com que me pintaram os sentidos. Desencaixotar as minhas emoções verdadeiras. Desembrulhar-me e ser eu." (PESSOA, Fernando)

21 de nov de 2012

Hoje


Com carinho o sol abraça o dia
Com calor o dia perpetua a vida
Com fulgor a vida se faz vívida
Com vivacidade caminhamos nossa jornada
Com desejo a jornada se faz real
e o real que um dia foi sonho,
enfim, se faz vida
dentro de cada ser

Com carinho,
calor, fulgor,
vivacidade, desejo,
sonho e realidade
tracejamos os dias
tingido-os na cor
que se faz presente
no momento do agora

Abraços com carinho,
fulgor, vivacidade.....
(MariAne)

3 comentários:

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Seria uma trinca da felicidade? Gostei demais do texto. Beijos, Mari.

She disse...

Você é colorida por natureza, sabia?! As cores são palpáveis em tudo que escreve, senti saudades...
Beijo, beijo
She

Wanderley Elian Lima disse...

Lindos, música e letra. Amei.
Bjux