"Há um momento em que é preciso abandonar as roupas usadas que já têm a forma do nosso corpo e esquecer os caminhos antigos que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia - e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." (PESSOA, Fernando)

"Procuro despir-me do que aprendi. Procuro esquecer do modo de lembrar que me ensinaram. E raspar a tinta com que me pintaram os sentidos. Desencaixotar as minhas emoções verdadeiras. Desembrulhar-me e ser eu." (PESSOA, Fernando)

13 de out de 2010

Olhar para dentro


Havia um tempo,
Tempo que retorna em outras formas
Num novo alvorecer a esconder-se por colinas desajeitadas.
Haverá sempre novos começos, para outros romper
E assim a vida segue.
Derrubando aqueles que ainda têm força para levantar-se
Erguendo os que querem ao chão ficar estirados.
Das promessas, tantas não cumpridas,
Levadas ao vento para a boca dos apaixonados
Restam as saudades, lembranças bem guardadas
De um passado amassado jogado pela janela.
O vazio toma conta, como sempre lhe foi de praxe.
Somente assim, permite olhar pra dentro
Enquanto o mundo gira ao redor
E de dentro olhar pra fora
Sendo dono do próprio passo
Marca descompassada de papéis, canetas e saltos
(MariAne)
Imagem google

25 comentários:

Mariane disse...

Texto escrito numa mescla do que leio e do que ouço, do que sinto e ainda sem saber expresso...

O tempo, por atemporal
se torna impreciso dimensioná-lo
Ontem, hoje, amanhã, mescla uníssima
Disforme em sentimentos
E olhando de dentro pra fora
torna-se possível
viver o fora, aqui dentro...

E você estimado leitor,
o que compreende destas letras embaralhadas??

Baerdal disse...

Olhos de Mar, esse texto é repleto de sentimento de continuidade de saltos, saltos esses que "Das promessas, tantas não cumpridas,
Levadas ao vento para a boca dos apaixonados" ainda conseguimos viver, já dizia o poeta "Se a dor marcou seu coração
Outro amor vai te curar
Sai da solidão
Tem medo não
De novamente se entregar
Se caiu levanta desse chão
Viver é se arriscar"

Um imenso abraço de alguém que senti sempre teus versos.

Um imenso abraço de Baerdal

Mariane disse...

O sentimento ora expresso é de paixão. A vida é feita de paixões, agora me encontro apaixonada pela vida, minha vida! Paixão por mim mesma, que descubro passo a passo, como uma dança.
E aprendendo a me conhecer por dentro, compreendo que cada qual tem sua viagem interior a desbravar, para então verdadeiramente APAIXONAR-SE!
Avalio e pondero meus sonhos, meus planos e daquilo que já não me faz guarida, lanço como papel amassado pela janela.

Sente as palavras minhas Baerdal? É mérito teu, porque somos assim, uns expressam-se por palavras, outros pelas melodias, há os que se lêem pelo olhar, também aqueles que das pinturas emanam emoções puras e verdadeiras. Não somos todos iguais, e nesta diferença, por ora encontramos expressões que refletem o nosso sentir.
Empresto aqui palavras tão bem talhadas por um arquiteto do sentimento, que tive o prazer de conhecer: “Sou quem eu sou, mesmo não querendo ser. E assim caminham os loucos nas terras dos anjos” (Carlos Cidade em letra de: UnU – CD UNO).
“Vou seguir os passos que a ternura lhe mostrou, Vou seguir, e do lado de quem quiser estar já estou” (Carlos Cidade em letra de EDS.on – CD UNO.
Faço destas palavras o melodiar do meu trilhar.
Abraços

Por que você faz poema? disse...

O vazio não resiste
aos espaços.

Mariane disse...

Agradeço tua visita nesta casa que se faz em cores, enriquecida pelas mesclas variadas de quem aqui comenta.
Dizes bem Herculano,
a eterna falta.
Abraços

IT disse...

"Nudez"

Palavras Viscerais
Dissolvidas entregues
Existe Vive se Move no Infinito
Interior sem limites
Palavras que beijam se abraçam
Nudez que denuncia
O avesso do aveSsO
Palavras com asaS.
Que vai voa e se entrega.

....simplesmente, "somos o que ninguém ver"

Desta de cá, que ecoa o som de um coração que se apresenta nú!

Mariane disse...

Irlene,
desnuda nestas letras sentimentos seus.
E aqui nesta tela virtual,que colori a teu gosto, faze-o bem.
Usas das palavras como roupagem, que ao expressá-las desvete a ti mesma.

Tua entrega as palavras, diz o que não está escrito, e que poucos conseguem ler...de dentro para fora.

Sinta-se abraçada e acolhida menina desnuda...

Sílc disse...

Mariane achei lindo:"Haverá sempre novos começos, para outros romper. E assim a vida segue." Verdade, mesmo com o tempo e o imprevisto sobrendo a todos nós, por sabermos que somos mutantes, aprendemos a contornar, a encontrar novas trilhas, cais, direções... E, assim, mudamos, ousamos, experimentamos, enfrentamos um pouco de um tudo que a vida nos presenteia. Amei.
Com amor e aprendendo a 'me' amar,
Sílvia que te admira bastantão!

Mariane disse...

Silvia, que linda síntese fizeste deste texto. Tens sensibilidade menina!
Somos cíclicos, sim, e que bom...
Mudando, ousando, experimentando e assim Vivendo!
É mui prazeroso ter tua visita timbrada em letras tão encantadoras.
Beijos desta MariAne

Malu disse...

Oi , Mari !

É linda sua poesia , a forma como
usa as palavras.
Tem sentimento , vida ...


Feliz com sua presença e palavras
carinhosas.


Bjo Grande e um Dia de Paz.

Mariane disse...

Feliz ficou eu com tua visita Malu,
Percebe sentimento... é porque também és tu, menina sensivel a captar e resignificar o que as palavras escondem.
Abraços meus pra ti Malu e lindo dia!

Everson Russo disse...

Sempre guardamos marcas,,,saudades,,,desejos passados que fizeram nossa historia,,,grande beijo de bom final de semana pra ti.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

mas sempre haverá um recomeço, um novo tempo. Não querer ser dono, nem também virar escravo do tempo, mas adaptar-se a ele, sabendo que cada dia é uma nova chance. de tudo. De viver, de amar, de trabalhar. Tudo tudo.Beijos

Mariane disse...

Dizes bem Everson,
e das lembranças bem guardadas
reergemos-nos dia a dia!
Grata pela visita

Mariane disse...

Que bom que lês desta forma estas minhas letras enroladas, Carlos. Eis a dinâmica da vida, e cada qual vivendo a seu tempo.
Que bom te lêr aqui, menino, sempre repletas de vida as tuas palavras.
Abraços

Pelos caminhos da vida. disse...

Palavras escritas com sentimentos.

Qtas lembranças guardadas temos em nós não é mesmo amiga?

Estou de volta.

Obrigada pela sua presença mesmo enqto aqui estive ausente.

Bom fim de semana.

beijooo.

Mariane disse...

As palavras fizeram sentido a ti Ana? Que bom!
O que guardamos, é o que de algum modo nos faz crescer, amadurecer!

Beijos meus

Solange disse...

o tempo e as paixões...
o emaranhado do lado de dentro...

tuas letras me fizeram viajar...
que lindo.

beijo

Mariane disse...

Bem vinda a viajem Solange,
fica quanto tempo te for necessário,
descobre qual o teu porto seguro
Lembra que nesta nossa viajem,
a passagem é só de ida!

Fico feliz com tua presença aqui

Everson Russo disse...

Um grande beijo de otimo sabado pra ti querida...paz e carinho sempre.

Flor de Lótus disse...

Oi,Mariane!Obrigada pela visita, volte sempre, será sempre muito bem vinda.
Há momentos que devemos parar de olhar ao nosso redor em busca de respostas, devemos sim olhar para dentro de nós,pois é lá que as respostas estão.
Belo texto,aliás belo blog,tudo lindo!
Beijos

Mariane disse...

Estamos sempre em busca de respostas.
Bem vinda Flor de Lótus, é um prazer receber-te aqui.
As cores que aqui se tingem, mesclam todas as tonalidades, ora vibrantes outrora aquareladas, usa-as como melhor lhe agradar!
Beijos

Mariane disse...

Agradeço-te Everson pelo carinho. Desejo a ti e a todos que por aqui passeiam um maravilhoso e abençoado final de semana!

Cantinho She disse...

Mari, minha querida, quantas verdades aqui nesse seu texto, amei...rs

Bjo, bjo!
She

MariAne disse...

Sheila, muitas verdades, tantas que algumas ainda estao encobertas a mim mesma, acredita?? srsr