"Há um momento em que é preciso abandonar as roupas usadas que já têm a forma do nosso corpo e esquecer os caminhos antigos que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia - e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." (PESSOA, Fernando)

"Procuro despir-me do que aprendi. Procuro esquecer do modo de lembrar que me ensinaram. E raspar a tinta com que me pintaram os sentidos. Desencaixotar as minhas emoções verdadeiras. Desembrulhar-me e ser eu." (PESSOA, Fernando)

28 de set de 2010

Espinhos ... da Rosa


Rosa, Rosa
Não seria Rosa
Se espinhos não te envolvessem

Hás de ser habilidoso
Misterioso jardineiro
Para afastar as pragas
E com zelo cuidar de tua Rosa
Não permitas que ventos rasantes
Quebrem-lhe o botão
Antes, aduba-lhe a raiz
Poda os galhos
Limpa o mato ao seu redor
Presenteie-a com o abrilhantar do sol
E o frescor da mais pura água cristalina

Rosa, Rosa
Que seria
Se espinhos não tivesses
Com descuido seria colhida
E nenhum mistério te envolveria
Rosa  já não mais seria.

(MariAne)
Google Imagem

8 comentários:

Mariane disse...

A Rosa é a maneira como lidamos com a nossa vida.
Uma vida sem obstáculos, é como uma rosa sem espinhos.
Cada um é o jardineiro de sua própria vida Rosa!

JB disse...

E como cad aum é o jardineiro da sua vida, com os picos vaise aprendendo a zelar, a amar a não desprezar o que tanto por vezes custa a cultivar.
Como sabemos há momentos bem dolorosos, mas também os há cheios de beleza e aromas que nos fazem sonhar em cada pétala deste nosso "plantar".

Gostei imenso do seu poema!

beijinhos

JB disse...

Desculpe... queria dizer "cada um" e "vai-se" :)

Beijinho

Mariane disse...

Que lindo JB!
Tua reflexão complementa ricamente o meu pensar.

IT disse...

Ei amiga!

Sabes o que me conforta?
é saber que meus espinhos sempre tem vindo coberto de rosas.O jardineiro do canteiro é habilidoso! que seria do jardim sem jardineiro Deixo-te um botão de rosa.
-somos rosas no jardim de nossa existência-

Mariane disse...

Gostei deste ponto de vista Irlene!
"Meus espinhos sempre tem vindo coberto de rosas", que maneira fabulosa de lidar com as dificuldades da vida, você é guerreira dócil e amável!
Guardei o botão da rosa que me ofertaste,
Deixo bem visível no centro da minha casa,
Passo por ele e sinto o aroma da tua amizade
Percebo a cor do desejo de viver
Sinto a textura macia do acolher
E retribuo em botões de rosa a ti, e a todos que por esta casa passarem!
Beijos menina que sonoriza o amor nas palavras...

Cantinho She disse...

Sensacional! Parabéns...

Bjo, bjo!
She

Mariane disse...

Beijos Sheila!