"Há um momento em que é preciso abandonar as roupas usadas que já têm a forma do nosso corpo e esquecer os caminhos antigos que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia - e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." (PESSOA, Fernando)

"Procuro despir-me do que aprendi. Procuro esquecer do modo de lembrar que me ensinaram. E raspar a tinta com que me pintaram os sentidos. Desencaixotar as minhas emoções verdadeiras. Desembrulhar-me e ser eu." (PESSOA, Fernando)

20 de ago de 2010

Transparência


Não consegues me ver
Porque sou transparente demais...
(MariAne)

12 comentários:

Zé Carlos disse...

Oi Mariane, ainda bem que vc não é transparente porque linda assim só nos deixa feliz.

Obrigado pela visita, volte sempre por favor.

Beijão do Zé Carlos

Saozita disse...

Olá passei por aqui e ja fui entrando,linda imagem ,quando somos transparentes de mais,tambem mais nos magoa.
Beijinhos

Mariane disse...

Ai Zé Carlos, quanta lisonja!
A transparência que me refiro, é a sinceridade nas palavras...
Achei teu blog seguindo uma imagem que foi atribuida a ti das "meninas poderosas". Recebi esta imagem capturada do google de uma amiga que compõe aqui o meu trio, e que por coincidência nos retrata tão bem... no meu post de julho intitulado "amigas".
Fica a vontade pra pintar por aqui...
Abraços
da Mari, por vezes Ane

Mariane disse...

Ei Saozita, entra! Senta e brinca você também com as cores, feito criança sapeca sem medo de se sujar...
Sim, a transparência traz consigo este peso, mas ela não usa máscaras... São escolhas que fazemos nesta vida que aqui vivemos...
Beijos, e volta mais vezes!
Carinho de uma Mari

Cantinho She - Sheila Mendonça disse...

Oi... caramba que imagem sensacional!
Muito profundo esse seu pensamento...gostei!
Bjo, bjo
She

IT disse...

Ei!

Menina de todas elas
Menina de todas Anes
Mariane de cores belas
De palavras transparentes
Translúcidas cores tem Ela.

Eu

Mariane disse...

Sheila, que bom que gostaste.
Mas cuidado pra não te afogar na profundeza, volta logo amiga!
Cores mil pra ti, desta Mari daqui.

Mariane disse...

Ei! srsrs
Irlene, menina poeta de coração puro e sincero que aqui completa com suas letras, o mais belo
sentimento que esmero.

Colorindo aqui, com pinceladas ali, volta sempre amiga, tuas palavras dão mais vida a este lugar!
Beijocas
Da Mari

Ivan Bueno disse...

Oi, Mariane.
Belo poema. Mínimo em tamanho, mas que abre um leque enorme de interpretações e leituras sobre a transparência e a capacidade de ver. Há pouco tempo usei a metáfora da transparência num outro contexto lá no meu blog, no poema chamado "Ao rés". Nuances da transparência. Parabéns pela forma direta e suscinta, ao mesmo tempo tão ampla, de "cutucar" as mentes e as almas.
Beijo grande,

Ivan Bueno
blog: Empirismo Vernacular
www.eng-ivanbueno.blogspot.com

Mariane disse...

A transparência por vezes assusta, e o mundo prefere proteger-se com máscaras sociais...
Que bom que a frase inspira reflexão!
Agradeço Ivan,tua contribuição aqui neste quadro que pintamos virtualmente, com a mescla de pensamentos e vivências de tantos parceiros de blog.
Abraços
Da MariAne

Pelos caminhos da vida. disse...

Perfeito esse pensamento, linda imagem.

Bom fim de semana.

beijooo.

Mariane disse...

Pensamento e imagem tansparência da vida.

Oi Ana, estive Pelos caminhos da vida... gostei de lá
Beijos de cá.