"Há um momento em que é preciso abandonar as roupas usadas que já têm a forma do nosso corpo e esquecer os caminhos antigos que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia - e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." (PESSOA, Fernando)

"Procuro despir-me do que aprendi. Procuro esquecer do modo de lembrar que me ensinaram. E raspar a tinta com que me pintaram os sentidos. Desencaixotar as minhas emoções verdadeiras. Desembrulhar-me e ser eu." (PESSOA, Fernando)

1 de jul de 2010

Esquivando-se do sofrimento

"A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está

no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta

que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a

felicidade". (Carlos Drummond de Andrade)


 
Uma construção muito prudente, receosa de arriscar pela fuga constante do sofrimento, não sabia eu que fugia neste mesmo tempo de mim mesma.

8 comentários:

Ivan Bueno disse...

Oi, Mariane.
Este texto do Drummond que você escolheu faz pensar, e muito, porque sempre tentamos nos esquivar do sofrimento (o que é compreensível), mas dependendo de como nos esquivamos do sofrimento, pode virar uma fuga, daí fechamos as portas para o sofrimento, mas também para o prazer e para a vida. É uma bela reflexão. Acho que devemos nos esquivar dos riscos que sabemos desnecessários, mas viver é, inevitavelmente, arriscar-se.
Estou descobrindo seu blog abora (te achei no Mínimo Ajuste, onde também posto), continuo lendo e já sou seguidor. Dê um pulinho no meu, também, e siga. Será muito bem vinda.
Beijo,

Ivan Bueno
blog: Empirismo Vernacular
www.eng-ivanbueno.blogspot.com

Helcio Maia disse...

Mariane, as cinco palavras para paixão:

Corpo
e
alma
em transe

DonCarioca disse...

Sempre devemos nos arriscar!

Renata Bezerra disse...

Hoje, Mariane, eu posso dizer que penso - e vivo - exatamente assim, como falam essas palavras de Drummond.


Beijo, amiga.

Mariane disse...

Sim Ivan Bueno,viver é inevitavelmente arriscar-se...
Seja bem vindo ao meu cantinho que pouco a pouco vou colorindo. É muito bom ter contribuições reflexivas como fizeste.
Logo mais passarei por aí!
Abraços

Mariane disse...

Estou impressionada com tua precisão em descrever paixão apenas com cinco letras, Helcio Maia. E arriscar-se, é viver apaixonadamente!
Belo desafio.
Abraços

Mariane disse...

Que legal ver-te por aqui DonCarioca.
O difícil é superar as barreiras que separam o querer do fazer.
Abraços

Mariane disse...

Ah Renata, que bom senti-te assim!
Grande beijo no coração, e sucesso com teu novo blog O mundo de Maria.