"Há um momento em que é preciso abandonar as roupas usadas que já têm a forma do nosso corpo e esquecer os caminhos antigos que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia - e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." (PESSOA, Fernando)

"Procuro despir-me do que aprendi. Procuro esquecer do modo de lembrar que me ensinaram. E raspar a tinta com que me pintaram os sentidos. Desencaixotar as minhas emoções verdadeiras. Desembrulhar-me e ser eu." (PESSOA, Fernando)

30 de jul de 2010

Eu preciso de você

Eu Preciso de Você (Plinio Oliveira)

Eu preciso de você
Será que você não vê?
Que sozinho ninguém faz
Da vida a felicidade
Que é viver
Eu preciso de Você



Plínio inicia sua apresentação contando uma vivência:
Durante a guerra do Vietnã um vilarejo foi bombardeado e quase todos morreram, exceto algumas crianças, entre elas uma menininha que precisava urgentemente de uma transfusão de sangue para sobreviver, os médicos norte americanos já haviam dado tudo o que podiam, só restava pedir as próprias crianças.
A enfermeira fez a solicitação e um menininho ergueu a mão.
Pegaram o menino, colocaram na maca, instalaram a agulha e ele começou a chorar.
Perguntaram ao menino o que estava acontecendo, se estava doendo.
E ele disse: “Não, é que eu não sei o que vai acontecer depois que eu morrer”.
E a enfermeira disse: “Não, você não vai morrer”.
O menino espantado: “Mas vocês não vão tirar todo o meu sangue e dar pra ela?”
A enfermeira o acalma: “Não, vamos tirar apenas um pouquinho”.
E o menino se tranqüilizou.
Fizeram a transfusão de sangue, o menino foi tomar um suco, e o médico ficou curioso, e perguntou ao menino: “Se você achava que ia morrer, que tinha que dar todo o sangue, por que aceitou?”
Ele sorrindo disse: “É porque ela, é minha amiga!”
Por quem você daria o sangue??

Eu precio de Você

3 comentários:

Malditos Patos disse...

vivemos para amar, amamos para aprender e aprendemos para viver melhor...

Mariane disse...

Então recomeçamos o ciclo e melhor vivemos para melhor amar, aprendendo a amar a si para poder amar ao outro...
Beijos

PERSEVERÂNÇA disse...

Meramente belo!
Abraço
Nicinha