"Há um momento em que é preciso abandonar as roupas usadas que já têm a forma do nosso corpo e esquecer os caminhos antigos que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia - e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." (PESSOA, Fernando)

"Procuro despir-me do que aprendi. Procuro esquecer do modo de lembrar que me ensinaram. E raspar a tinta com que me pintaram os sentidos. Desencaixotar as minhas emoções verdadeiras. Desembrulhar-me e ser eu." (PESSOA, Fernando)

21 de jul de 2010

Permito

Espiar
            Permito
                          Vigiar
                                     Suspendo
                                                     Desconfiar
                                                                       Não  recomendo

2 comentários:

IT disse...

Chances
probabilidades
de todos desejos?!

IT

Mariane disse...

Possibilidades Irlene, probabilidades...
Um viver sem vigia (Vigiar e punir - Foucault)
mas ladeado de mistérios...
Beijocas radiantes!