"Há um momento em que é preciso abandonar as roupas usadas que já têm a forma do nosso corpo e esquecer os caminhos antigos que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia - e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." (PESSOA, Fernando)

"Procuro despir-me do que aprendi. Procuro esquecer do modo de lembrar que me ensinaram. E raspar a tinta com que me pintaram os sentidos. Desencaixotar as minhas emoções verdadeiras. Desembrulhar-me e ser eu." (PESSOA, Fernando)

2 de jul de 2010

Minha Porta Colorida

O cognitivo e o emocional são dois lados opostos de uma mesma moeda translúcida, e que refletem-se diretamente um no outro, assim defendido por Reuven Feuerstein.
De tal modo que para compreender como sou hoje, precisei recordar o passado, desenterrar lembranças já adormecidas, revivê-las; reconhecer o que passou na estruturação do que me fiz. Não para me isentar de responsabilidade, mas numa busca de compreensão do por quê dos meus medos e limitações. Já não reclamo do "que fizeram comigo", mas direciono-me para "o que faço com o que fizeram comigo".
Somente assim me “des-cobrindo”, retirando o que me cobre de mim mesma, é que estou conseguindo reestruturar os meus significados.
Então minhas novas pinceladas podem ser de um amarelo vibrante como o sol, e num outro momento num aquarelado repousante.
Conhecendo e me aceitando como sou, já não me culpo mais pelas oscilações de minhas cores, afinal o branco e o preto, tem tanta importância como o vermelho!
Deixo de ser o tinteiro imóvel e sufocado para exercer minha função de a tinta do tinteiro  que tinge um dia de cada vez, na cor que melhor me apraz.
Hoje deixo meus cliks particulares de lado e empresto algumas cores que recebi gentilmente de uma querida amiga  de blog, a Irlene. Pois retrata muito bem este meu momento como Minha Porta de Entrada Colorida!

8 comentários:

Helcio Maia disse...

As duas imagens agradaram-me muito: o colorido da porta e a des-coberta, a partir da compreensão tão aguçada da minimização dos registros mnêmicos, como (de)formadores de potencialidades, que dependem menos daquilo que passou e muito mais do que se fará com a "herança". Muito bacana essa reviravolta, plena de lucidez e lotada de pulsão de vida!!
Abraços!!

Mariane disse...

Agradam-te? Que bom!
Lembrei de uma frase de Freud:
"Predominantementes na infância, nossos aspectos afetivos, nossa vida emocional, nosso lado emotivo e sentimental, enfim, tudo o que é irracional e impulsivo sobrevive no adulto, entrando em conflito com a mente racional, intelectual, o autocontrole consciente, enfim, com a consciência mesmo e com o pensamento lógico"(S.Freud 1856-1939)

IT disse...

Mariane,
Todas as cores iluminam nossos caminhos,de fato, preferências temos de algumas, o emocional nos motiva e impulsiona a isso.
A imagem ilustrativa do seu texto ficou linda! várias cores, em destaque a cor laranja sobrepõe ás outras, a cor da transição. Confesso! aprecio a cor laranja, vivo em constante mudanças justamente por ter vivido processos dolorosos.
Lembra?! passei pelas mãos do oleiro.
Quisera, falar de todas as cores que permeiam minha vida...Estou ouvindo Fagner, e ele diz assim: "hoje só acredito no pulsar das minhas veias" no meu caso, a luz que ilumina minha vida existe. Poxa amiga! sou transparente por demais. Esqueço que devemos sempre ter vários pontos de vista. Seus textos inspiradores fazem isso.
Grande abraço com admiração.

Mariane disse...

Que lindo Irlene, tuas palavras trazem um colorido todo especial!
Beijos

Malditos Patos disse...

portas são aberturas, passagens, novos caminhos...
que as suas portas sejam assim, sempre alegres!!!

Mariane disse...

Portas são aberturas, sim, mas há muito também tornam-se o fechar de muitos sonhos...
Tens presenciado o abrir de minhas portas e janelas coloridas, mas não se espante se em algum momento eu encostá-las um pouquinho... Só por um instante, para que possa novamente abri-las com colorido vibrante!

Beijos amiga... Malditos Patos...

Mínimo Ajuste disse...

Amei a sua porta! Bípede Falante

Mariane disse...

Que bom que esta porta colorida lhe agradou Mínimo Ajuste, então entra por ela assim que quiseres!
beijos